Acessar
Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
​​​

CET - CUSTO EFETIVO TOTAL

 

A Resolução nº. 3.517, de 06 de dezembro de 2007, do Conselho Monetário Nacional, vigente desde 03 de março de 2008, determinou a informação e a divulgação do custo efetivo total correspondente a todos os encargos e despesas de operações de crédito e de arrendamento mercantil financeiro, contratados ou ofertados a pessoas físicas pelas Instituições Financeiras e sociedades de Arrendamento Mercantil, cuja íntegra pode ser obtida através do link:

www.bcb.gov.br/Htms/Normativ/RESOLUCAO3517.pdf

 

O CET, sigla utilizada para identificar o custo efetivo total, é expresso em forma de taxa anual, com duas casas decimais, sendo que, o Banco Semear, para facilitar a melhor compreensão dos seus clientes, também o apresenta na forma de taxa mensal. O CET é calculado considerando os fluxos referentes às liberações e aos pagamentos previstos, incluindo taxa de juros pactuada na operação, tributos, seguros e outras despesas cobradas do cliente, mesmo que relativas ao pagamento de serviços de terceiros contratados pelas Instituições Financeiras e sociedades de Arrendamento Mercantil, inclusive quando essas despesas forem objeto de financiamento.

 

A finalidade do CET é informar ao tomador de crédito quanto, efetivamente, lhe custará a operação de crédito pretendida e/ou contratada. Adicionalmente, permite ao tomador de crédito condições de comparar, de forma padronizada, as propostas de crédito de mesmo valor e de mesma natureza ofertadas pelas Instituições Financeiras e sociedades de Arrendamento Mercantil, conforme o caso, e escolher pela que melhor lhe convier.

 

No Banco Semear, para todas as operações de crédito disponibilizadas às pessoas físicas, tais como: empréstimo pessoal – desconto em folha de pagamento (consignado), empréstimo pessoal e crédito direto ao consumidor – CDC, é informado o CET, previamente à contratação da operação de crédito, especialmente através de nossa rede de correspondentes no país, bem como, assegurado de que, na data da contratação da operação de crédito, tenha sido cientificado dos fluxos considerados no cálculo do CET, e ainda, de que essa taxa percentual anual representa as condições vigentes na data considerada.